Entrevista

Uma nova des-ordem mundial


"O espaço geográfico implica sempre em um jogo entre ordenamento e o desordenamento dos territórios. Envolve trabalhar tanto com os territórios tradicionais, como o estado-nação, na forma de "territórios- zona", quanto com novas formas de desordenamento do espaço, através dos territórios - rede, como as diásporas de migrantes, e daqueles espaços mais instáveis, que denominamos aglomerados de exclu


Por Rogério Haesbaert


O livro Nova des-ordem mundial, organizado por Rogério Haesbaert e Carlos Walter Porto-Gonçalves, pela Editora UNESP, reflete uma nova forma de trabalhar a geografia mundial. As intensas transformações do mapa do mundo nas últimas décadas levaram os autores a elaborar este trabalho como uma contribuição didática. Eles propõem uma nova forma de repensar do mundo contemporâneo à luz de concepções como “des-ordem mundial” e “sistema-mundo”. Confira a entrevista com um dos autores Rogério Haesbaert, que revela uma nova ordem geográfica de rever o mundo e assim compreendê-lo melhor.

CP GEOGRAFIA - O que levou a começar essa pesquisa chamada a nova des-ordem mundial? Como foi o início dessa pesquisa?
Este livro foi escrito conjuntamente com o companheiro de departamento e amigo Carlos Walter Porto-Gonçalves. Ele é fruto de uma já longa empreitada em termos de refletir numa escala que tradicionalmente a geografia brasileira pouco trabalha, a escala mundial (que hoje, pela primeira vez na história, se confunde com a escala global). Anteriormente publicamos Blocos Internacionais de Poder (1990) e Globalização e Fragmentação no Mundo Contemporâneo (1998). As intensas transformações no “mapa” do mundo na última década nos levaram a elaborar este pequeno trabalho como uma contribuição didática ao repensar do mundo contemporâneo à luz de concepções como “des-ordem mundial” e “sistema-mundo” (que Carlos Walter, com base em alguns autores latino- americanos, propôs discutir como “sistema-mundo moderno colonial”).


CP GEOGRAFIA - Explique melhor: o que significa esse conceito? O que seria essa nova ordem e como ela está vinculada à geografia? Como a geografia e a prática geográfica podem ser trabalhadas dentro desse conceito?
Tradicionalmente, o tema da “ordem” mundial de poder é tratado pelo campo da ciência política ou, mais propriamente, das relações internacionais, a partir da recomposição da relação entre Estados-nações hegemônicos e suas respectivas periferias de influência, conformando assim espécies de blocos internacionais de poder. Tal como a divisão internacional do trabalho, mas não redutível a ela, que se reestrutura periodicamente, o jogo de poder entre os Estados também se altera. A queda do chamado bloco socialista representou, no final dos anos 1990, uma dessas grandes mudanças. Assim, cada grande momento da história moderna, ou do sistema- mundo moderno colonial, produziu sua própria “ordem” geopolítica. Neste livro, porém, ampliamos este sentido para outras dimensões do espaço e da sociedade, incluindo até mesmo a “nova des-ordem” ambiental planetária.


CP GEOGRAFIA - Quais seriam os maiores desafios geográficos dentro desse conceito?
Um primeiro desafio seria justamente este: a nova “des- ordem” mundial às vezes adquire mais a feição de desordem do que de ordem, com a ruptura do tradicional padrão de poder centralizado na figura do Estado que, hoje, mesmo reconfigurando sua função, especialmente em nome do discurso da “segurança”, divide seu papel com outras instâncias, a maioria delas exercendo seu poder não tanto via controle de áreas ou zonas, como fazem os Estados- nações, mas também e sobretudo pelo controle de fluxos, de redes – como as redes do grande capital financeiro, as redes do narcotráfico e as redes do terrorismo globalizado.

Uma característica, portanto, que marca a atual “des-ordem”, e que nunca pode ser menosprezada, é que convivem aí, como bem expressa o termo – sempre com hífen, tanto a ordem quanto a desordem. O mundo vive sempre este par, ao mesmo tempo contraditório, dialético, e ambivalente, entre ordenamento do espaço – ou dos territórios – e desordenamento, desarticulação.



1 | 2 | 3 | 4 | 5 | Próxima >>

 
Conhecimento Prático Língua Portuguesa :: Reportagens :: Edição 49 - 2014
Estilística e a evolução escrita
Conhecimento Prático Língua Portuguesa :: Reportagens :: Edição 49 - 2014
Língua e cultura
Conhecimento Prático Língua Portuguesa :: Reportagens :: Edição 49 - 2014
Classes de palavras

Conhecimento Prático Filosofia :: Reportagens :: Edição 23 - 2010
Mito da Caverna:


Conhecimento Prático Filosofia :: Capa :: Edição 28 - 2011
Hannah Arendt, pensadora da política e da liberdade


Conhecimento Prático Filosofia :: Reportagens :: Edição 44 - 2013
A falsa citação de Voltaire


Conhecimento Prático Filosofia :: Reportagens :: Edição 23 - 2010
O animal Político



Edição 57

Saiba antes de todos as novidades da revista




Capa
Geografia e Evolução
Geoprocessamento
Entrevista
Geografia Cultural
Geografia Urbana
Entrevista

Assine
Anuncie
Expediente
Fale Conosco
Mande sua sugestão
Favoritos



Faça já a sua assinatura!
Conhecimento Prático Filosofia

Assine por 2 anos
12x de R$ 9,80
Assine!
Outras ofertas!
Conhecimento Prático Geografia

Assine por 2 anos
12x de R$
9,80
Assine!
Outras ofertas!
Conhecimento Língua Portuguesa

Assine por 2 anos
12x de R$
9,80
Assine!
Outras ofertas!
Conhecimento Prático Literatura

Assine por 2 anos
12x de R$
9,80
Assine!
Outras ofertas!

  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS